Wednesday, 11 February 2009

Toda livre


Faca do tempo e de sua alegria sua maquiagem,

deixe sua alma correr livremente escolhendo os

próprios caminhos.

Invada o seu próprio eu de fora pra dentro

e descubra que a humildade estende o braço

como uma criança perdida num espaço infinito

que nos aguarda.

A Alegria é dada, a paz conquistada, segurança

intima que trás o talento só o tempo...

Salgada e indigeste mania

traria um dia o que de certo morria

Sentada e olhando pro chão

vergonha da fria e eu dizia:

- Aqui lhe dou minha mão.

Não diga não e nem peca perdão

Maturidade e humilde te invadiu,

você descobriu.

A sua maneira, como pedreira

dura a verdade

Agora vá e beba sua liberdade.

No comments: