Thursday, 11 June 2009

Espelho da escola


Onde sorríamos em dobro.

Gestos, gírias, caras, caretas engraçadas e manias.

Anéis, alianças de compromisso feitos apenas com o desejado,

planejado pelo subconsciente que acreditava que o futuro era

distante.

Na lente da camera a alegria sublime, extrema.

Espelho respingado de agua que escorria sobre a boca

feita de baton e brilho.

Conversa seguida de riso, riso seguido de gritos felinos.

Sentadas no chao, conversa fora, descascar o esmalte barato,

hora do almoço...

Talvez eu tenha esquecido o nome e o endereço de todas elas,

mas me lembro o quanto fomos felizes,

o quanto os sonhos eram verdadeiros,

o quão verdadeiro eram os amores.

No comments: